Projeto Beirart tem nova edição no polo comunitário Cidade de Deus – Agência do Bem
Notícias

Projeto Beirart tem nova edição no polo comunitário Cidade de Deus

Por 3 de agosto de 2021 Nenhum comentário

O artesanato, técnica milenar, está presente desde o princípio em diversas épocas da sociedade. No entanto, seu reconhecimento e valor acabaram se perdendo um pouco após a Revolução Industrial, iniciada na segunda metade do século XIX. A Agência do Bem acredita que o artesanato, assim como a música, tem a capacidade de contribuir para modificar realidades sociais.

O projeto Beirart nasceu em 2008, com objetivo de fornecer uma alternativa de renda para mulheres das comunidades atendidas pela organização. Após o fim do curso, elas reúnem o conhecimento e a habilidade necessários para produzir e vender o próprio artesanato. Ao longo de quatro meses, em cada um dos dezesseis encontros, as alunas têm a oportunidade de aprender técnicas de produção artesanal, por meio de diferentes oficinas, como as de pontos básicos de crochê, fuxico, aplicação de tecido e adereços, tingimento com carimbos naturais, pintura com estêncil, enfeites, dentre outras. O curso, inclusive, poderá beneficiar também uma cooperativa de costureiras que funciona no próprio local. Esta, produziu máscaras de proteção que foram distribuídas aos moradores do bairro desde o início da pandemia.

Para garantir a segurança de todos e seguindo todos os protocolos de saúde estipuladas pelas autoridades, as salas foram adaptadas e quantidade alunas limitadas a dez, evitando assim, qualquer tipo de aglomeração e riscos. As oficinas têm caráter autônomo, o que permite que a matrícula seja direcionada a uma ou mais técnicas. Mais do que apenas capacitar, o Beirart pode ser uma ferramenta diferencial para empreender, o que destaca a importância do projeto para os moradores da região. Ao fim do curso, as peças produzidas pelas alunas serão expostas e comercializadas em um ponto de exibição e venda inédito, dentro do moderno Shopping Metropolitano, que abriga mais de 200 lojas, na Av. Abelardo Bueno, no bairro da Barra da Tijuca. Além disso, esta edição do Beirart conta também com o apoio do Instituto SYN, ampliando a capacidade de atendimento, materiais e contratação dos profissionais.

A previsão é de que a loja para a venda das peças seja montada em novembro. Desde o início, o projeto Beirart já realizou diversas edições, beneficiando 300 mulheres que tiveram suas coleções comercializadas em feiras e eventos.