Todos por

Comunicação

Agência do Bem realiza nova pesquisa sobre impacto da COVID-19 no 3º Setor

Por | Notícias

Em 2020, a Agência do Bem realizou aquela que seria a primeira pesquisa sobre o impacto do coronavírus no terceiro setor. Um ano depois, a organização novamente levanta dados inéditos a partir da análise das respostas coletadas junto a mais de 200 diretores de ONGs, e que revelam a atual situação destas instituições.

“O que nos salta aos olhos é a resiliência dessas organizações, das suas lideranças, que são verdadeiros heróis. Tiveram reduções drásticas nas suas receitas, que já são insuficientes historicamente, mas que perderam ainda mais com a pandemia”, diz o coordenador da pesquisa e fundador da Agência do Bem, Alan Maia, diante do resultado evidenciado. De acordo com o levantamento, na recepção de doações e captação de recursos, 70,2% das ONGs tiveram perdas expressivas, de pelo menos metade da receita, sendo que 42,9% perderam mais de 80% da sua capacidade de arrecadar doações.

Em relação a medidas de contingência orçamentária, 70,2% das organizações não contou com nenhum apoio especial, sobrevivendo apenas com recursos próprios, sendo que 12,6% acumularam dívidas com funcionários e fornecedores, e 27,7% precisaram recorrer à redução de jornada de trabalho, suspensão de contratos e demissões. “É de se lamentar que muito pouco tenha sido feito em prol da manutenção dessas instituições tão importantes para a sobrevivência de milhares de pessoas no país. São as ONGs que completam o último elo das correntes de solidariedade, das campanhas de doações, fazendo chegar às pessoas certas, nas favelas e periferias, o alimento, o remédio, as máscaras de proteção”, destaca Alan.

Os dados revelam também que o plano de atividades de 78,7% dos projetos precisou ser reduzido a mais da metade, enquanto apenas 7,8% não sofreram impacto. Mesmo diante dessa dificuldade, a pesquisa aponta que 87,9% das instituições participaram ativamente de ações assistenciais em apoio à população. “Comparando com a pesquisa de abril de 2020, vemos que elas conseguiram sobreviver apesar do absoluto descaso do poder público, que não estabeleceu nenhuma linha crédito, medida compensatória ou apoio emergencial para socorrer esse setor indispensável para a sociedade brasileira”, expõe Alan Maia.

Ao analisar o pior cenário, caso a pandemia e as situações financeiras e operacionais atuais permaneçam, 88,2% das ONGs veem graves riscos à continuidade de suas rotinas e projetos, sendo que 19,7% enxergam o risco de encerramento, fechando para sempre suas portas e desamparando suas comunidades.

Diante da pandemia, Agência do Bem retoma campanha Quarentena Sem Fome

Por | Notícias

Em virtude de um quadro social que ainda traz graves e tristes consequências mesmo com a vacinação, e buscando reduzir as dificuldades das famílias afetadas pela pandemia de coronavírus em áreas vulneráveis do Rio de Janeiro, a Agência do Bem retomou, no mês de abril, a campanha Quarentena Sem Fome. Com esta iniciativa direta, a organização se encarrega da compra de cestas básicas e itens de higiene até toda a parte envolvendo logística e distribuição, tornando o processo mais prático para que as doações cheguem a essas famílias.

A Agência do Bem tem como objetivo levar o sustento básico para ao menos 100 lares, de maneira que cada doador adote uma família por três meses, pelo valor mensal de R$ 85, valor que também pode ser transferido integralmente (R$ 255). A partir do momento da primeira transferência, os doadores são cadastrados pela instituição para acompanhar toda a movimentação de compras e distribuição, bem como a prestação de contas desta iniciativa.

Em 2020, por meio desta campanha, a Agência do Bem entregou cestas básicas para 1.000 famílias residentes em comunidades do Rio de Janeiro, em bairros como Cidade de Deus, Senador Camará, Vicente de Carvalho, Vila de Cava, Laranjeiras, Nova Iguaçu, Rio Comprido e Anil. A organização desde já agradece a todos que têm contribuído, e faz um apelo para que outros doadores se mobilizem em mais esta fase desafiadora. Vamos juntos seguir cuidando uns dos outros!

Agência do Bem participa de festival da Orquestra Petrobras Sinfônica

Por | Notícias

No dia 26 de abril, a Agência do Bem, representada por seu coordenador artístico e maestro, Vitor Damiani, participou do Festival Música Que Transforma, promovido pela Orquestra Petrobras Sinfônica. O bate-papo virtual, que foi transmitido ao vivo pelo YouTube, teve como tema o ensino de música em ONGs, contando também com a participação de outros projetos atuantes na área. Além de compartilhar as metodologias e experiências da Escola de Música e Cidadania, Vitor também destacou que o projeto já teve quatro de seus alunos aprovados para compor a Academia Juvenil da Petrobras Sinfônica, que reúne jovens oriundos de projetos sociais musicais e orquestras comunitárias da região metropolitana do Rio de Janeiro.

Sefras recebe prêmio da Agência do Bem por ação contra a fome na pandemia

Por | Notícias

Nesta edição apresentamos mais uma das oito ONGs vencedoras do Prêmio SuperAção, realizado pela Agência do Bem, que buscou o reconhecimento dos esforços feitos por projetos sociais que atuaram no combate aos efeitos da pandemia tanto no Rio quanto em São Paulo.

O Serviço Franciscano de Solidariedade – SEFRAS é uma organização atuante em diferentes regiões do Brasil, que tem como objetivo mobilizar pessoas e instituições para a promoção e defesa de direitos humanos e ambientais no país, atuando no combate à fome, a violações de direitos e promovendo a inserção econômica e social de populações extremamente vulneráveis: idosos desamparados, imigrantes e refugiados, crianças em situação de pobreza, população de rua e pessoas com hanseníase.

Com a pandemia, o SEFRAS reorientou todos os seus serviços para continuar atendendo os mais vulneráveis, criando a ação Tenda Franciscana, com apoio da sociedade civil e organizações como Médicos Sem Fronteiras e Cruz Vermelha. Por sua ação em resposta à fome das populações vulneráveis, foi contemplado com menção honrosa em premiação da prefeitura de São Paulo, que reconhece organizações e agentes da sociedade civil que atuam diretamente pela defesa da população em situação de rua e dos empobrecidos.

O modelo da tenda foi replicado no Centro do Rio de Janeiro, incluindo também medidas de higienização pessoal e ações preventivas de saúde e comunicação para a população. Próximo ao fim do ano de 2020, a ONG já havia distribuído mais de um milhão de refeições.

Atualmente, o SEFRAS atende mais de 2.700 pessoas, entregando cerca de 3.500 refeições diariamente e mais de 1.200 cestas básicas por mês, tendo iniciado nova campanha em março. Para conhecer mais ações da organização, acesse www.sefras.org.br.

Agência do Bem conduz nova pesquisa sobre impacto da pandemia no 3º Setor

Por | Notícias

Após um ano de pandemia, as cenas se repetem no Terceiro Setor, com pedidos emergenciais de doações para manutenção dos projetos e seu apoio às comunidades atendidas. A realidade de quem se dedica a trabalhar pelo próximo traça um paralelo aflitivo com a própria subsistência, acarretando, no pior dos casos, na suspensão ou encerramento total das atividades das organizações.

Foi com o intuito de chamar a atenção para o novo desafio das ONGs, que a Agência do Bem, no princípio da pandemia, em 2020, realizou uma das primeiras pesquisas sobre o impacto do coronavirus no terceiro setor, contando com os dados de mais de duzentas organizações respondentes. O levantamento revelava um quadro alarmante: 67% das instituições tiveram queda de arrecadação de suas receitas (acima de 50%), enquanto 83% previam riscos concretos de fecharem suas portas no curto prazo ou reduzir suas atividades caso a situação não fosse revertida rapidamente. Em termos de impacto direto, apenas 1% manteve suas atividades normais após o início da pandemia, enquanto 72% paralisaram completamente.

E hoje, 12 meses depois, como o setor responde ao impacto? Para saber, a Agência do Bem iniciou uma nova pesquisa junto às organizações atuantes no Rio de Janeiro e em São Paulo, que será conduzida por um período de aproximadamente 15 dias. ‘’As perguntas são objetivas, de fácil compreensão e rápida resposta, e mesmo que tenham como referência o período atual, suas respostas não deixam de projetar um olhar para o futuro’’, comenta Alan Maia, fundador da Agência do Bem e responsável pela elaboração da pesquisa.

As ONGs que atuam nas regiões metropolitanas do Rio e de São Paulo, e que desejam participar da pesquisa, podem acessar o formulário pelo link https://bit.ly/3ft7nP0. O resultado será divulgado em meados do mês de abril.

Plataforma Rede do Bem lança Índice de Desenvolvimento Institucional

Por | Notícias

Já está disponível pelo site da Rede do Bem o acesso à ferramenta Índice de Desenvolvimento Institucional (IDI), que mede numericamente o potencial desempenho de projetos do Terceiro Setor, gerando também relatórios personalizados com dicas e recomendações para o aperfeiçoamento das práticas de gestão, fornecendo, de forma totalmente gratuita, uma espécie de consultoria para as instituições.

Após um rápido cadastro, o usuário segue para o preenchimento de um questionário com 30 perguntas de múltipla escolha, que são divididas em sete categorias: Jurídica e Contábil, Governança, Projetos, Comunicação, Transparência, Captação e Sustentabilidade Financeira, Resultados e Efetividade. O tempo estimado de preenchimento varia de cinco a dez minutos. Imediatamente ao fim do questionário é gerado um certificado com escala de 0 a 100 pontos, além de uma série de sugestões de melhorias a serem implementadas, que são listadas por categoria e enviadas à instituição por e-mail.

Com esta ferramenta, a Agência do Bem busca contribuir ainda mais para o fortalecimento das iniciativas do Terceiro Setor, potencializando também os resultados do site da Rede do Bem, que já soma mais de 360 ONGs cadastradas e atuantes no Rio de Janeiro e em São Paulo. Por meio desta plataforma, organizações podem solicitar visitas para integrar o banco de dados e participar das atividades da Rede. Para os voluntários, doadores e apoiadores é um site diferencial para encontrar e conhecer projetos sociais, por meio de pesquisas e filtros personalizados. O acesso pode ser feito pelo endereço www.rededobem.org.br.

Agência do Bem mantém funcionamento e projetos em modo remoto

Por | Notícias

Visando a preservação de sua equipe e público beneficiado, a Agência do Bem segue com suas atividades acontecendo em modo on-line após um ano de pandemia. As aulas nas Escolas de Música e Cidadania estão mantidas em modo remoto, com transmissão de conteúdo digital para 16 unidades pelo Brasil, somando 127 salas de aula virtuais. Ações junto aos parceiros e à equipe são constantemente planejadas, avaliadas e adaptadas para atendimento diferenciado, com rotinas administrativas acontecendo normalmente e reuniões semanais on-line entre todos os setores da organização para os devidos alinhamentos internos, buscando anular ou minimizar ao máximo os impactos da COVID-19 em suas atividades.

Agência do Bem premia ação que deu asas à imaginação durante isolamento

Por | Notícias

Nesta edição seguimos com a apresentação de mais uma ONG carioca vencedora do Prêmio SuperAção, realizado pela Agência do Bem, que buscou o reconhecimento dos esforços feitos por projetos sociais que atuaram no combate aos efeitos da pandemia tanto no Rio de Janeiro quanto em São Paulo.

Fundado em 1910, o Instituto Presbiteriano Álvaro Reis de Assistência à Criança e ao Adolescente (INPAR) atua na Cidade de Deus e adjacências. O instituto atende cerca de 390 crianças e adolescentes no contraturno escolar, com atividades gratuitas ligadas ao Esporte, Educação, Arte e Cultura e qualificação profissional, disponibilizando, ainda, atividades para 200 jovens e adultos com cursos de tecnologia, línguas e prática de exercícios.

Com as restrições da pandemia, o INPAR, que promove anualmente uma feira literária reunindo estudantes, professores, crianças e adolescentes de projetos sociais da Cidade de Deus, adaptou sua iniciativa de modo que pudesse contribuir com a prática da leitura e seus benefícios, auxiliando na saúde mental durante o isolamento. A 6ª edição foi iniciada de forma online, buscando a arrecadação de livros, conseguidos por meio de voluntários que participaram das edições anteriores e escolas do setor privado que atendem o bairro de Jacarepaguá. Numa segunda etapa, foi realizada a entrega destes livros doados nas próprias casas dos beneficiados, em sistema de “Drive Thru”.

Deixando a entrega ainda mais especial, as funcionárias do INPAR caracterizaram-se de personagens de histórias literárias infantis durante a distribuição dos livros, doando também para crianças que não integram o projeto. Para conhecer mais sobre esta e outras ações do INPAR, acesse www.inpar.org.br.

Nova edição do Beirart abre matrículas e ganha espaço em shopping

Por | Notícias

Estão abertas as inscrições para mais uma edição do Beirart, iniciativa da Agência do Bem que irá beneficiar 60 mulheres que residem no bairro Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O Beirart – nome que remete à comunidade Beira Rio, em Vargem Grande, onde o projeto foi iniciado, em 2005 – é um curso gratuito de artesanato com foco no empreendedorismo. O treinamento terá a consultoria de designers especializados em artesanato contemporâneo, aulas de empreendedorismo e elaboração de plano de negócio.

Além do aprendizado, e como de praxe, ao final do curso as peças produzidas pelas alunas serão expostas e comercializadas. O ponto de exibição e venda será inédito para o projeto, ficando localizado dentro do moderno Shopping Metropolitano, que abriga mais de 200 lojas, na Av. Abelardo Bueno, no bairro da Barra da Tijuca. Além do Metropolitano, a recente edição do Beirart conta também com o apoio do Instituto CCP, ampliando a capacidade de atendimento, materiais e contratação dos profissionais.

Ao longo de quatro meses serão ministradas 16 aulas, com duas horas de duração cada, totalizando uma carga horária de 32 horas de formação em emprendedorismo e em técnicas de artesanato, que serão conduzidas na sede da Agência do Bem, na Cidade de Deus. O curso, inclusive, poderá beneficiar uma cooperativa de costureiras que funciona no próprio local, e que produziu máscaras de proteção para distribuir aos moradores do bairro desde o início da pandemia.

A previsão é de que a exposição das peças aconteça no início do segundo semestre. Desde o seu início, o projeto Beirart já realizou diversas edições, beneficiando 300 mulheres que tiveram suas coleções comercializadas em feiras e eventos. As matrículas para o curso podem ser feitas até o dia 30 de março, pelo link: http://bit.ly/3bYxpWI.

Alunos da Agência do Bem gravam com a Orquestra Sinfônica Brasileira

Por | Notícias

Neste mês de março, faz um ano desde que as aulas nas Escolas de Música e Cidadania precisaram se adaptar ao mundo virtual, devido à pandemia. De lá para cá, os encontros remotos para os ensaios e práticas musicais renderam diferentes vídeos que foram produzidos com algumas das canções e interações trabalhadas, levando recentemente a um registro ainda mais especial.

Entre janeiro e fevereiro de 2021, dez alunos das Escolas de Música e Cidadania, que também são integrantes da orquestra da Agência do Bem, puderam participar de uma gravação remota com outros seis músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira, numa ação educacional on-line promovida pelo grupo Servier, que patrocina o projeto da Agência do Bem e também a OSB. Com seus violinos, violas e violoncelos, os alunos acompanharam os integrantes da OSB na execução da canção Primavera, do compositor italiano Antonio Vivaldi.

“O projeto Conexões Musicais aparece para alunas e alunos das EMCs como uma oportunidade ímpar no final de 2020, início de 2021, pois os estudantes, mesmo que fazendo suas aulas de forma isolada em suas residências, tiveram a oportunidade de interagir com profissionais renomados do meio da música de concerto brasileira, absorvendo um pouco dos seus conhecimentos e, mesmo que ainda a distância, construindo coletivamente um resultado que nos enche de orgulho”, comenta o maestro da Agência do Bem, Vitor Damiani.

A execução ainda teve um toque especial de brasilidade, sendo conduzida na íntegra em ritmo de samba. O registro estará disponível em breve nas redes sociais da Agência do Bem.